facnopar

Apucarana prepara novo lote de 300 mil mudas de café

O período de desenvolvimento das mudas, a partir da germinação, é de cerca de seis meses e a previsão de entrega é março do ano que vem.

Por redação em 21/11/2023 às 11:30:31
135 mil mudas já foram plantadas. Meta é atingir 300 mil mudas

135 mil mudas já foram plantadas. Meta é atingir 300 mil mudas

A Prefeitura de Apucarana, através da Secretaria Municipal de Agricultura, já iniciou a preparação de um novo lote de mudas de café, que serão repassadas aos produtores para a renovação ou a expansão dos cafezais. Já foram plantadas 135 mil mudas no Horto Municipal, localizado no Jardim Eldorado, e a meta é produzir 300 mil mudas. O período de desenvolvimento das mudas, a partir da germinação, é de cerca de seis meses e a previsão de entrega é março do ano que vem.

O prefeito Junior da Femac reitera que a história de Apucarana, que em janeiro completa 80 anos, está ligada à cafeicultura. "A cultura sofreu com eventos climáticos como a geada e o Município vem promovendo o resgate da cafeicultura. Desenvolvemos diversas ações de apoio, sendo que uma delas é a distribuição de mudas a preço subsidiado", pontua Junior da Femac.

O prefeito salienta ainda que as sementes são selecionadas e as mudas são certificadas pelo Registro Nacional de Sementes e Mudas (Renasem). "Apucarana tem condições diferenciadas de cultivo, aliando altitude, clima e solo. A produção e entrega das mudas vêm contribuindo para o aumento da produtividade e da rentabilidade nas pequenas propriedades, além da permanente melhoria da qualidade do café que é produzido em Apucarana", reforça Junior da Femac.

Junior da Femac afirma ainda que Apucarana, com 1.100 hectares cultivados com café, é um dos poucos municípios da região em que a cultura continua sendo relevante, gerando ainda um significativo Valor Bruto da Produção (VBP).

O engenheiro agrônomo, André Maller, afirma que a semeadura ocorreu no mês de setembro, feita com sementes oriundas de viveiros certificados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). "Todo esse processo dura em torno de seis meses, abrangendo a germinação, adubação, transplantio para os tubetes, colocação de sombrites e aclimatação das mudas antes da entrega aos produtores, prevista para março do ano que vem", explica, afirmando que o Horto Municipal, onde as mudas de café são produzidas, é uma área credenciada e que atende a todas as exigências técnicas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Maller afirma que neste ano, até meados de 2024, o fenômeno El Niño deverá levar mais chuvas para a região Sul do Brasil. "Ao contrário dos anos anteriores, quando houve o registro de geada e estiagem. Com isso, as condições climáticas serão favoráveis para os produtores fazerem a renovação dos cafezais", avalia o engenheiro agrônomo, acrescentando que a cada ano é recomendado que os produtores façam, pelo menos, a renovação de 10% dos cafezais.

O secretário de Agricultura, Gerson Canuto, afirma que as mudas são da variedade IPR 100, tolerantes a doenças como nematóide e ferrugem, e são subsidiadas pelo Município. "Os produtores pagarão cerca de R$ 300 pelo milheiro, enquanto o preço de mercado do milheiro atualmente gira em torno de R$ 1.600", compara o secretário.

Fonte: Câmara Municipal de Apucarana

Comunicar erro
#001

Comentários

Anuncie 5